• Home
  • /
  • Moda
  • /
  • #01 – 5 dicas infalíveis para ser moderna e modesta, sem mundanizar
moderna-e-modesta

#01 – 5 dicas infalíveis para ser moderna e modesta, sem mundanizar

O principal foco do blog, como o próprio “slogan” retrata é a modernização das vestes, sem ocorrer a mundanização. Uma vez, em uma entrevista para um jornal local(veja a matéria completa aqui), fui questionada sobre a frase: “É possível modernizar, sem mundanizar”. A jornalista me perguntou: o que é mundanizar pra você? Segue o trecho da minha resposta:


Quando nos batizamos prometemos “morrer para o mundo e viver somente para Deus”. Logo, atitudes que desviam da conduta dos meus princípios e valores, que fui ensinada, são atos que vão me mundanizar. Não são apenas no ato de se vestir, mas na vida cotidiana mesmo. Atitudes que vão contra meus princípios e valores, são o ato de mundanizar.


Esse dias fui abordada por uma amiga. Ela acreditava que o termo “mundanizar” poderia ser “fanático” demais. Por vezes, as pessoas tendem a associar o “mundanismo” como diferenciação do que é certo e errado. Ela me deu a sugestão de mudar para “vulgarizar, escandalizar”. Foi então que expliquei a ela o seguinte:


Hoje, o politicamente correto toma conta de tudo o que nos rodeia. É comum visualizarmos por ai a seguinte frase: “o que é vulgar pra você, não o é para mim”. Escandalizar também entra nesse mesmo sentido.

O termo MUNDO relaciona o círculo social que vivemos, que estamos conectados. Podemos ter escolhas e seguir caminhos diferentes, e essas coisas nos fecham em mundos separados. A palavra MUNDANIZAR seria generalizando todos os outros termos contrários ao meu mundo.

Não se pode relacionar a fanatismo religioso ou qualquer outra teoria, pois é uma palavra que generaliza ações, opiniões e ideologias contrárias às minhas. Com isso, tudo o que foge dos ensinamentos, valores e crenças, que tenho como parâmetros de vida, se torna mundano. Sempre ressaltando: PARÂMETROS, e não, CERTEZA ABSOLUTA da VERDADE. 


No blog, sempre prezamos a moda como aliada da mulher moderna e modesta. Porém, por vezes, ao buscar a modéstia (no comportamento e, até nas vestimentas) muitas acabam indo por um caminho diferente e se desvalorizando, perdendo a sua naturalidade feminina. Nesta série de 5 postagens quero mostrar dicas infalíveis sobre moda, modernidade e modéstia que toda mulher pode usar no seu dia a dia.

1. Tudo depende do ponto de vista, quando se trata da modéstia

A frase chega até ser complexa, mas a sua utilização se torna tão clara e simples. O que pode se tornar deselegante para algumas, pode ser “ok” para outras. O corpo de cada mulher é diferente uma da outra, e isso influencia(e muito!) naquilo que você veste, e até mesmo na sua personalidade: o que fica imodesto em uma, pode ser recatado para outra.

Nessa hora, é necessário pensar por princípios e aplicá-los no nos seus parâmetros de vida. É natural, que existam crenças diferentes das minhas, comportamentos diferentes dos meus. Por outro lado, não é modesto vestir-se de modo sexualizado, o que também não representa a forma de se vestir de tal maneira que não se diferencie como mulher, como alguém que tem um corpo feminino, e que deve ser apreciado.

Outro ponto a ser extremamente levado com muita atenção! Pois, atrair alguém sexualmente para sentir-se valorizada é tolice. Porém, a atração natural pela beleza do rosto e corpo e, também, das suas vestes, desde que não esteja mostrando o que não deve ser mostrado e enaltecido, é algo justo até mesmo para haver algum relacionamento futuro. Portanto é preciso deixar algo bem claro: se vestir modestamente não é seguir uma regra absoluta e uma certeza imutável, mas é se privar de vestimentas que provocam sentimentos e pensamentos libidinosos(carnais) nos homens.


As coisas do Pai são belas, bonitas e agradáveis aos olhos, portanto, a modéstia e o equilíbrio são pontos chaves para exaltar a beleza interior e exterior, sem exageros. A beleza feminina foi dada por Deus e isto é para ser reconhecido e admirado. As próprias Escrituras reconhecem a beleza de Maria Santíssima, Sara, Raquel e das filhas de Jó. Fica claro nessas passagens que elas se vestiam com extrema modéstia e, apesar disso, foram contadas e reconhecidas como mulheres bonitas. Não precisaram de adornos em excesso, nem da vulgaridade para atraírem olhares e fazerem marca na história do povo de Deus.


Por vezes, ao nos deparar com a modéstia, o pudor e o recato nos vemos em dois extremos: a exibição exagerada e enaltecida das formas do corpo, com a falsa ideia de “o que é bonito deve ser mostrado e exibido”; e, também a total cobertura com vestes sem elegância e desleixamento do cuidado pessoal, em nome da falsa “humildade e simplicidade”. Nesse momento é que muitas pessoas confundem os termos: vaidade e cuidado pessoal.

modelos

Mas como se vestir com modernidade e modestamente?

Quando estamos conectados com a modéstia e queremos vivenciá-la em nossa vida, de certa forma, nós estamos andando pelo mundo e enviando mensagens de que nosso corpo é apenas uma parte de nós, e não, a melhor parte. Quando nos comportamos de forma imodesta, acabamos emitindo sinais de que nossos pensamentos, coração e alma não são importantes.

A mulher virtuosa deve ter duas características, estritamente importantes, consigo: a modéstia e a elegância. Nossa missão aqui é trazer à tona a mulher elegante e modesta, que se comporta com estilo e pudor, recado e beleza.

A mulher que vive a modéstia e que acredita no recato e no pudor, não se vestirá de tendências mundanas, ou seja, não se adornará de decotes exagerados e ousados, roupas coladas ao extremo e sem proteção, e peças curtas a fim de enaltecer as formas do corpo.  Porém, aqui é preciso de atenção, pois a mulher virtuosa e modesta não andará diferente da sociedade em que vive. Ou seja, como ela está inserida nessa sociedade, suas roupas não podem se tornar “demodê” por falta de cuidado pessoal ou da falsa “humildade”. É comum na sociedade e em determinadas época que existam um tecido da moda, um corte e modelagem diferenciado, uma tendência de estampa apropriada, etc. A mulher usará de certos gatilhos de tendências atuais para contextualizar suas peças de maneira a exaltar a modéstia.

Exemplo prático:

Vamos a um exemplo: fui convidada para uma festa familiar. Como é de costume, e do conhecimento de vocês, as peças que tenho para escolher seriam: vestido midi/longo ou uma produção com saia midi/longa. Esse tipo de produção, não me fará destoar de modo a chamar atenção excessiva para mim. Ok, é necessário ficar claro nesse momento que isso não é pretexto para usar minissaias, decotes exagerados e roupas que não condizem com seus parâmetros de modéstia, já que “a maioria usa”. A roupa que irei escolher, visualizando no plano geral das demais que estiverem na festa, não se distinguirá em excesso. Porém, olhando para os detalhes e a minuciosidade, se diferenciará pelo comprimento, modéstia e recato.

Algumas pessoas poderão dizer que só pelo fato de andar e vestir modestamente já atrai olhares e chama a atenção. E sim, isso aconteceria, e é natural.  E aqueles que notam e se atraem a essas condutas não o fazem com diferença e repulsa, mas de maneira que se encantam e admiram pelo que é diferente.

moda

Descubra o seu estilo:

Já fizemos algumas postagens referentes a descoberta do seu estilo. Desenvolvemos até um quizz para determinar qual estilo de Garota Comportada você é. Nestas postagens linkadas abaixo você consegue visualizar esses conteúdos:
Construção do seu estilo

Teste: Qual é o seu estilo de Garota Comportada?

Conhecer seu estilo pessoal, as roupas que casam com sua personalidade, as cores mais harmoniosas para o seu tom de pele ou biotipo, o ambiente em que você trabalha, é essencial.

Ressalte seus pontos fortes

Seu sorriso ? Seu rosto? Seus olhos? Sua cintura? Ressaltar os pontos que lhe são mais bonitos, com equilíbrio, dará ainda mais harmonia para suas vestes e trajar.

Ok, nesse momento é que se chega a um ponto que deve ter muita atenção. “O que é bonito deve ser ressaltado”. Então, se eu tenho belos seios fartos,  devo usar um belo decote para ressaltar esse meu ponto forte. Nesse momento é preciso usar a virtude da modéstia para distinguir que nem tudo convém ressaltar. A modéstia e o recato nas vestimentas são virtudes de natureza humana, e não, somente, espirituais e religiosas.

make

E em relação ao rosto? O que eu devo usar? Uma maquiagem que destaque os pontos fortes da sua beleza facial, sem que crie uma outra pessoa e que não fuja da naturalidade, é a forma certeira. Algumas mulheres tendem a se maquiar de tal maneira que modificam totalmente a forma natural do rosto, com sombras em excesso, cílios exagerados e uma sobrancelha totalmente modificada.

A naturalidade da beleza feminina é o ponto chave para enaltecer a virtude da modéstia, do recato e do pudor. Uma mulher virtuosa deve ter cuidados pessoais e retocar alguns defeitos de pele. Mas desde que seja feito com delicadeza e naturalidade. Aliás valorizar o que é natural da sua pessoa não é imodesto. Porém, tolice é viver da fantasia. O excesso de maquiagens ou o uso forçado leva ao irreal, ao fantasioso. A fantasia é a fraqueza do ser humano e logo, pecado. Porém, isso é pauta para outra postagem, já que o tema abrange muitas vertentes.

Que sejamos virtuosas, graciosas e elegantes, sempre pautadas na modéstia, no recato e no pudor. Seja a melhor versão de si mesma, buscando o equilíbrio e servindo aos seus parâmetros de vida.

Faça parte do Team da Garota
Quer ficar por dentro de todas as novidades e dicas de moda comportada e modesta? Assine nossas newsletter!
Nós respeitamos sua privacidade.

Comentários

Comentários

autora do blog Garota Comportada e CEO da marca Melanieh Corrêa. Consultora de Estilo graduada pelo SENAC|BELEZA E MODA.

Deixe uma resposta

hihihihi

Quer ver mais inspirações e dicas de moda comportada e modesta? Confira mais em nosso Facebook: